segunda-feira, 11 de março de 2019

Alexsandro Barros vence Taça Ari Maia em Palmeira dos Índios


Mestre Nacional de Xadrez Alexsandro Barros vence a Taça Ari Maia e Arapiraquenses ocupam os quatro primeiros lugares da disputa

O Primeiro Mestre Nacional de Alagoas, Alexsandro Barros prova o merecimento do seu título vencendo a Taça Ari Maia em Palmeira dos Índios enfrentando fortes jogadores. O evento contou com jogadores muito fortes de Palmeira dos Índios e Arapiraca e arbitragem foi comandada pelo Arbitro LBX Victor Boniek De Santana de Ipanema.

O Torneio aconteceu nestes dias 09 e 10 de março na Univesridade Estadual de Alagoas - Campus III e teve partidas emocionantes. A organização do evento disponibilizará posteriormente as partidas no site da Associação Palmeirense de Xadrez - APAX.

Neste evento Alex enfrentou os jogadores destacados como mais fortes a exemplo de Jonathas Magalhães, segundo maior rating de Arapiraca e Campeão Blitz 2017 entre outros títulos, Cristiano Magalhães, Bicampeão Absoluto Arapiraquense entre outros títulos a única partida que terminou empatada para ele, e teve vitória sobre e Lúcio Flávio Campeão Absoluto Palmeirense e a delegação do CAXA que participou do evento.

Nossos Parabéns ao Campeão Alexsandro Barros e aos Arapiraquenses que ocuparam as primeiras colocações. Merece nossa destaque e parabéns também o enxadrista Alciro Acioli que conseguiu  ficar em terceiro lugar no evento e ainda faturar 41 pontos de Rating e desta forma vai a 1842 pontos de rating entrando na lista dos Top 10 enxadristas de Xadrez Clássico em Arapiraca a alegria de Alciro somente encontrava disputa no levantamento do Copo da APAX protagonizada por Jonathas Magalhães.

Também nossos Parabéns ao Mestre LBX  Lúcio Flávio pela organização do evento e pela calorosa recepção e ao Árbitro Victor Boniek pela prontidão nas atividades e condução do evento.

Em especial  nosso reconhecimento ao Professor Francisco Ari Maia Júnior, que inspirou a criação do evento e como Sérgio Oliveira registrou em 2017, merecido reconhecimento em vida para a contribuição que Ari tem para o Xadrez.

Veja ao Final mais fotos da Taça Ari Maia


Impossível falar de Ari Maia sem falar de Xadrez, de certa forma, grandes notícias do xadrez Alagoano fazem parte do nosso cotidiano, e sem sombra de dúvida os jogadores estão elevando nível, o que é motivo de alegria para todos nós. Mas não podemos deixar de reconhecer que o salto quantitativo e qualitativo em questão de organização e aumento de número de jogadores de xadrez em Alagoas. E estes resultados tiveram como principal fator a contribuição do Ari para Alagoas, no seu período de dirigente da FEXEAL. Ações que continuam na pauta da Federação garantindo sempre um grande incentivo para o crescimento do xadrez.

Fato tão comprovado que mesmo estando do outro lado do Brasil os enxadristas que foram incentivados por ele próprio como os membros do CAXA, APAX, Clube Santanense de Xadrez entre tantos outros mantém firmes suas atividades. Por este motivo especial, fizemos uma publicação específica sobre o Ari Maia que pode ser acessado através do link 



A pessoa por trás da Taça Ari Maia

Ari Maia é enxadrista, árbitro e organizador e ajudou a expandir exponencialmente o xadrez em Alagoas 

Grandes notícias do xadrez Alagoano hoje fazem parte do nosso cotidiano, e sem sombra de dúvida os jogadores estão elevando nível, e isto é motivo de alegria para todos nós. Mas não podemos deixar de reconhecer que o salto quantitativo e qualitativo em questão de organização e de aumentar o número de jogadores de xadrez em Alagoas teve como principal fator a contribuição do Ari para Alagoas, no seu período de dirigente da FEXEAL. 

Fato tão comprovado que mesmo estando do outro lado do Brasil os enxadristas que foram incentivados por ele próprio como os membros do CAXA, APAX, Clube Santanense de Xadrez entre tantos outros mantém firmes suas atividades. A experiência do Professor Ari Maia foi essencial para o sucesso das atividades planejadas, visto sua atuação anteriormente na CBX, mas principalmente a sua participação na Liga Brasileira de Xadrez - LBX, como membro fundador e visão de ampliação do acesso ao xadrez.

Ari Maia, Arbitro Fide tem um vasto curriculum de eventos enxadrísticos e é autor do Livro Leis  Comentadas do Xadrez, disponível na LBX. Em suas atividades em Alagoas, conseguiu demonstrar a relevância da organização dos eventos para que o xadrez tenha uma forte presença no cenário estadual. Em suma, sua preocupação era além da organização dos eventos e arbitragem, mas intensificação da formação de organizadores e incentivo a resgate de pontos históricos do xadrez e criação de novos locais para o esporte.

Em seu trabalho para garantir as condições objetivas para que os enxadristas e clubes pudessem também realizar torneios em suas cidades e consequentemente para um público cada vez maior, realizou cursos de Arbitragem no interior do Estado. Assim como fomentou que as cidades do interior organizassem eventos da Federação Alagoana de Xadrez, criando as condições que o interior pudesse atrair enxadristas da capital e aglutinar os jogadores em eventos únicos fomentado ainda mais nosso esporte.  Política que acertadamente continua sendo promovida pela Federação, na condução do Mestre Jayme Miranda, exemplo disto o evento deste final de semana ser realizado em Palmeira dos Índios.

Para exemplificar como aconteceu na prática a Formação de Organizadores, lembramos da primeira formação realizada no interior alagoano, na cidade de Arapiraca (2016), Ministrada pelo Ari Maia nos dias 07,08, 14 e 15 de maio . Em muito pouco tempo já começamos a ver fortes resultados para o enxadrismo, como a I Torneio da Tocha Olímpica e Posteriormente IV Torneio da Uneal, este já contando com enxadristas de Palmeira dos Índios um total de  24 jogadores, entre eles Lúcio Flávio, atual presidente da APAX e forte jogador do município, além Aitson, Sérgio e Antônio Marcos, jogadores que bem representam a cidade de Palmeira dos Índios e por quem o CAXA tem grande respeito.

A semente plantada em Arapiraca, entre eles a grande quantidade de torneios realizada em Arapiraca. O que reacendeu o desejo dos enxadristas de Palmeira dos Índios, Santana do Ipanema e Olho D'água das Flores.

Não obstante todo desejo dos enxadristas de ver o xadrez crescer, sem medo de errar, afirmamos que se não fosse pelo empenho do Mestre Ari Maia, que contagiou dezenas de jogadores, organizadores e amantes do xadrez, muito provavelmente teríamos continuado jogando partidas ping com os amigos de forma isolada e muito provavelmente com poucas opções de promoção de xadrez no interior. Isto devido a sua experiência pretérita em organização e expansão do xadrez.

Por isso A Taça Ari Maia é um evento muito especial e que merece ser celebrada a cada ano em Alagoas. Desta forma em nome do Arbitro Fide Francisco Ari Maia Junior, atualmente residente em Brasília  - DF, o Clube Arapiraquense de Xadrez registra sua homenagem por reconhecer a importância fundamental para o novo fôlego para o esporte no estado de Alagoas.

Desejamos que continue tendo sucesso na sua empreitada de promoção do xadrez e que cada vez mais sejam descobertos novos enxadristas, árbitros, organizadores e que encontre as condições para continuar promovendo o nosso esporte.

Parabéns Mestre Ari Maia,
Longa vida ao Xadrez.

sexta-feira, 1 de março de 2019

ALAGOANO CONQUISTA FEITO EGRÉGIO: PRIMEIRO MESTRE NACIONAL DE XADREZ DA HISTÓRIA DE ALAGOAS



    No último dia 26 de fevereiro o Estado de Alagoas (particularmente a cidade de Arapiraca) comemorou um feito histórico conquistado por um de seus rebentos. O jovem arapiraquense, Alexsandro Barros de Lima, conquistou junto a CBX – Confederação Brasileira de Xadrez – o título de Mestre Nacional de Xadrez, tornando-se o primeiro alagoano a ir tão longe na hierarquia de títulos desse esporte-arte-ciência.

    O título é concedido ao enxadrista que alcança o rating de 2.200 de ELO FIDE, uma pontuação que mede a força dos enxadristas mundo afora; foi atingido quando jogou, de brancas, uma brilhante partida na nona rodada do Aberto de Floripa desse ano, contra o forte enxadrista cearense MF Silvio Cunha, com direito a sacrifício de cavalo em f5. A histórica partida seguiu a variante Anderssen da Ruy Lopez, chegando à posição crítica do sacrifício, mostrada a seguir.

O MF Silvio está obrigado a aceitar o sacrifício pois não há resposta plausível para a ameaça de ganhar a dama negra com Te7. Por exemplo, para 1... Cg7 seguir-se-ia 2. Cxd6 com duplo, tirando a dama negra da defesa de g6 e gerando múltiplas ameaças após a torre branca sair da casa d4. Seguiu-se na partida o seguinte: 1... gxf5, 2. Cxf5  Dxd5, 3. Te7+  Rh8, 4. Txe8  Cc6, 5. Cxh6  Txe8, 6. Txe8+  Rg7 e as brancas vão ganhar a dama em seguida. A partida inteira pode ser vista em http://chess-results.com/partieSuche.aspx?lan=10&art=4&tnr=357723&rd=9 .

    A conquista do título põe em evidência nacional o Estado de Alagoas, cuja história enxadrística já possuía grandes nomes como o candidato a mestre Jayme Miranda, eneacampeão alagoano, Auriberto Ticianeli, jogador muito forte dos anos 70 e 80 ou o candidato a mestre José Ferreira, único alagoano campeão nordestino de blitz, para citar apenas três. Faltava o título, e ele veio com esse jovem de 18 anos que une talento e disciplina para alcançar seus objetivos. Admirado por todos, principalmente por sua simplicidade, Alex, como é mais conhecido, recebeu o seguinte elogio do atual presidente da FEXEAL, o fortíssimo enxadrista Jayme Miranda: “Alex está um jogador completo. Joga no mesmo nível aberturas como 1.e4, 1.Cf3, 1.d4 ou 1.c4. Está afiado taticamente e melhorou muito o jogo posicional. Entende bem posições complexas de avaliação e tem uma grande capacidade de levar o adversário para o seu estilo de jogo”. A admiração é recíproca, pois em entrevista ao CAXA – Clube Arapiraquense de Xadrez – além de dedicar o título a seus pais, dedicou também a todos os alagoanos e em especial ao Jayme Miranda, pela diligência para que o jovem enxadrista fosse contemplado com o Bolsa Atleta, suporte financeiro indispensável para essa conquista.

    A entrevista com o primeiro alagoano mestre nacional de xadrez será reproduzida neste blog em breve. Ficam aqui os parabéns do CAXA a esse enorme talento que nos dá a honra de ser um de nossos membros.

    Parabéns Alexsandro! Que venham novas conquistas! Estamos na torcida!

Texto: CAXA, via Ornan Filipe.